sexta-feira, 11 de novembro de 2011

11/11/11 as 11h





Onze que podem ser dois.
Dois ”uns” lado a lado. Sexta das horas.
Valendo histórias, bolas, lorotas.
A barra não pesa, inclina. 11/11/11. Não verga. Verga?
Zerando a superstição.

Primavera a melhorar a munição.
Entre o número, coisas a acontecer
As bestas. O apocalipse. A vida a correr.
Pululam dias, meses. Anos afora, noves fora.

Dois mil e onze, o dia onze, o mês onze. Existir as onze.
Horas? Oras bolas!
(Suely Aparecida Schraner)

4 comentários:

  1. Legal tia... Qual sobrinho que é?

    ResponderExcluir
  2. Olá, Suely!

    Engraçado esta coisa de superstição... números... coincidências...
    O importante é que a vida segue, de qualquer forma.
    É primavera e hoje tem sol aqui na praia. Uhuuuuu!
    Valeu!
    Muita paz!

    ResponderExcluir
  3. Mistérios que rondam por aí. E vamos em frente que atrás vem gente. Obrigada, Soninha! Que os raios do sol façam sua primavera cada vez mais fantástica! Paz e flores pra você.

    ResponderExcluir